Este é o momento de sermos solidários. A crise atual que vivemos em torno do vírus Covid-19 é um período ímpar para estabelecermos auxílio mútuo com nossos colaboradores, fornecedores, clientes, ou seja, com o outro de maneira geral. Partilhe sugestões e sentimentos apoiando as pessoas do seu convívio naquilo que for necessário, em meio a esse ambiente tão adverso que temos vivido.

            Expressar ações de bondade, desprendimento e compreensão com o próximo renova os sentimentos de empatia, união e afeto, transmitindo segurança e propósito de solidariedade para juntos descermos a âncora em um porto seguro. Praticar de fato a doação é apoiar uma causa, incentivar uma ação, oferecer seus préstimos, dedicar seu tempo, sua sabedoria e sua inteligência para, de fato, construirmos juntos uma saída gloriosa.

Seja solidário

            O sentimento de doação é o acolhimento de algo vivo, criando um relacionamento que transborda resiliência e vontade de vencer juntos. É a aplicação do sentimento de pertencimento, mesmo que os interesses profissionais e pessoais sejam divergentes, pois ao criar o propósito de ser solidário, tais fatores são totalmente superados.

Por isso, meu convite agora é para o exercício da solidariedade. É reconhecido, claro, que este é um adjetivo cultivado por muitos, porém praticado por poucos se considerarmos o amplo universo das necessidades oriundas não apenas nessa etapa repleta de desafios, mas também do nosso cotidiano anterior. Nosso tempo parece escasso, a rotina nos consome, mas você não precisa ir longe. Lembre-se que o que evidencia tal prática é a atitude de colocar-se à disposição independente de quem quer que seja.

            Sendo assim, comece aproximando-se ainda mais de seus clientes, não para vender, mas para ser o ombro amigo, para ouvir e dividir as ansiedades. Quem sabe para encontrarem juntos as alternativas e oportunidades que o momento exige. Não é hora para usar a Lei de Gerson (levar vantagem em tudo), mas de aplicar a lei da parceria, da cumplicidade, do ganha a ganha, pois deste modo, passado a pandemia, a tendência é sairmos ambos fortalecidos.

            Não exija além do habitual de seu fornecedor, do seu prestador de serviços e do seu colaborador. É hora de procurar saber como estão e colocar-se à disposição, e não de esticar a corda a ponto de buscar a validação da capacidade do outro. É momento de mirarmos as pessoas, pilar de fundamental importância na sustentação de qualquer organização, haja vista, tratar-se da base da pirâmide do BSC (Balanced Scorecard), para que tenham segurança, resistência e força.

            É a dor que leva-nos a buscar realizações, a superar o obstáculo tão incômodo e ter mais capacidade de superá-la, porque foi desenvolvido os mecanismos de defesa. Por isso, ser solidário é a construção destes mecanismos.

            Portanto, saiba que a sua reputação e da sua empresa está associada às suas ações, quer seja no campo ético como se relaciona com o mercado, quer seja como se relaciona com a comunidade, com seus pares, porém, sem preocupar sobre o que os outros vão pensar ou dizer, mas com o propósito de atingir seu objetivo: Ser solidário!

Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos.” (João 15:13)

Denilton J. Silva – CEO da Marluvas Equipamentos Profissionais Ltda e Diretor da Focus Organização & Gestão Empresarial Eirele