Equipamentos de proteção individual: aprenda a escolher corretamente

Equipamentos de proteção individual: aprenda a escolher corretamente

Os equipamentos de proteção individual são todos aqueles dispositivos ou produtos, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho. Essa definição é dada pela Norma Regulamentadora 6, a NR responsável por regularizar tudo o que diz respeito à aquisição, distribuição e uso dos EPI’s. EPI´s aprenda a escolher corretamente.

NR6 – EPI´s aprenda a escolher corretamente

Ainda de acordo com as orientações da NR6, os equipamentos de proteção individual devem ser fornecidos, obrigatoriamente, pelos empregadores. “A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias:

a) sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho;

b) enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; e,

c) para atender a situações de emergência.”

Prevenção de acidentes de trabalho

A utilização dos equipamentos de proteção individual é importante para prevenir a ocorrência de acidentes no ambiente de trabalho, amenizar as consequências quando os acidentes não são anulados e evitar o aparecimento de doenças e lesões ocupacionais. Existem EPI’s destinados a todas as partes do corpo e adaptáveis aos mais diversos tipos de atividades. (EPI´s aprenda a escolher corretamente).

A – PROTEÇÃO DA CABEÇA

B – PROTEÇÃO DOS OLHOS E FACE

C – PROTEÇÃO AUDITIVA

D – PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA

E – PROTEÇÃO DO TRONCO

F – PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES

G – PROTEÇÃO DOS MEMBROS INFERIORES

H – PROTEÇÃO DO CORPO INTEIRO

I – PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS COM DIFERENÇA DE NÍVEL

EPI´s aprenda a escolher corretamente.

É importante que todos os EPI’s fornecidos pelo empregador sejam escolhidos de maneira correta e estejam em perfeito estado. Cabe ao colaborador zelar pela manutenção dos mesmos. Os equipamentos de proteção individual devem ser utilizados da forma correta e somente dentro do período de expediente. O empregador deve orientar e treinar os colaboradores para utilização correta dos equipamentos, além de fiscalizar o dia a dia de trabalho para que tudo seja cumprido corretamente.

A escolha do EPI deve ser feita com base em um estudo de caso e considerando uma série de fatores. Deve-se levar em conta, principalmente, quais serão as atividades exercidas pelo trabalhador e quais os riscos presentes nessas atividades. A partir daí fica mais fácil entender de quais equipamentos ele vai precisar e quais devem ser as especificidades  do EPI: impermeável, antiderrapante, à prova de temperaturas extremas, resistente a produtos químicos entre outras características.

Ainda de acordo com a NR6 os equipamentos de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderão ser postos à venda ou utilizados mediante a indicação do Certificado de Aprovação – CA, expedido pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego.

Escolha sempre os equipamentos de proteção individual com máxima qualidade

A escolha dos equipamentos de proteção individual deve ser feita com muito cuidado devido à importância destes para a saúde e para a segurança do trabalhador. É importante que o EPI fornecido seja adequado e com o máximo de qualidade. Além da proteção, conforto e design também são essenciais para que o trabalhador se sinta bem cuidado e esteja sempre à vontade para exercer sua função.

Calçados, luvas, capacetes, óculos, macacões, aventais, todos os EPI’s, independente da categoria, devem ter qualidade e design diferenciados capazes de se adaptar aos diferentes corpos e ambientes. Os EPI’s Marluvas se enquadram nesses pré-requisitos. Todos os nossos laboratórios trabalham desenvolvendo produtos de altíssima qualidade, com as melhores matérias primas e tecnologias disponíveis no mercado.

Os calçados e luvas são testados em um centro técnico com a mais alta tecnologia, resultando em produtos com alta performance, durabilidade e designs diferenciados. Com isso a Marluvas ainda recebe as mais importantes aprovações e certificados nacionais e internacionais. A ISO 9001 é um exemplo de certificação que a marca possui. Desde 2000 a Marluvas é reconhecida pela ISO 9001, um atestado de reconhecimento nacional e internacional à qualidade dos produtos e serviços, além da comprovação da eficácia contínua dos processos internos.

Reconhecimento Marluvas – ABNT

A saber, os calçados da Marluvas são reconhecidos pela ABNT. A Associação Brasileira de Normas Técnicas é o órgão capacitador que assegura a conformidade de produtos e serviços, comprovando junto ao mercado e aos clientes o rigor no sistema de fabricação Marluvas. O Selo Verde foi conquistado pela empresa mediante uma pesquisa realizada pelo Jornal do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. A pesquisa foi realizada na área de Preservação e Educação Ambiental e a Marluvas foi destaque afinal de contas nosso negócio é preservação, tanto da saúde quanto da natureza.

Além disso, os calçados Marluvas também possuem o Selo Conforto do IBTEC, Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos. Este é um laboratório responsável por executar testes mecânicos de conforto e garantir a qualidade, segurança e alta performance dos calçados. Ainda mais, a Marluvas participa do Programa Conforto e Saúde, além de ser credenciada como empresa que investe em Tecnologia do Conforto e Inovações Tecnológicas. Tudo isso visando sempre a entrega dos melhores equipamentos de proteção individual para os clientes.

Equipamentos de proteção individual com qualidade também no pós-venda

A Marluvas além de estudar, produzir e entregar o melhor EPI para seus consumidores, também se preocupa em manter uma relação estreita no pós-venda. Todavia, a empresa tem um serviço de assistência técnica voltado para a orientação sobre escolha, uso correto e conservação dos produtos da marca. É esta relação com o cliente que faz com que a Marluvas seja líder no mercado de calçados profissionais.

A assistência técnica da Marluvas atua nas áreas de prevenção e correção. No processo de assistência preventiva a equipe realiza uma avaliação nas empresas clientes para saber se os calçados estão sendo usados na área adequada e se estão desempenhando de forma satisfatória sua função de proteção. Enquanto isso, na assistência corretiva a equipe marluvas se preocupa em atender aos clientes que necessitam resolver problemas relacionados ao desempenho do calçado, fornecendo informações, treinamentos e esclarecendo dúvidas.
No site Marluvas você encontra uma Carta de Garantia que esclarece diversas dúvidas sobre os equipamentos de proteção individual oferecidos pela marca, bem como sua conservação, manutenção e validade.

#Indicca – Geração de Conteúdo

#epi #equipamentos de proteção individual #produtos Marluvas

Marluvas completa 48 anos de compromisso com a proteção do trabalhador

Marluvas completa 48 anos de compromisso com a proteção do trabalhador

Neste mês de abril a Marluvas completa 48 anos de história e compromisso com a proteção do trabalhador. Certamente durante todos esses anos a maior preocupação da empresa sempre foi oferecer ao mercado produtos com máxima qualidade, capazes de proporcionar o máximo de conforto, saúde e segurança a todos aqueles que confiam na marca.

Decerto, ao longo dessa trajetória a Marluvas já conquistou diversos certificados, nacionais e internacionais, que comprovam a qualidade dos seus produtos e o compromisso em fazer sempre o melhor. Além disso, nos anos de 2018 e 2019, a Marluvas conquistou o prêmio Top Of Mind de Proteção. Esse prêmio é a principal forma de reconhecimento para as empresas e instituições que atuam no setor de Saúde e Segurança do Trabalho brasileiro.

Premiação Marluvas

Inegavelmente, todos os certificados e prêmios conquistados pela Marluvas ao longo dos 48 anos de história são fruto de um trabalho muito intenso e com muita dedicação. A marca possui sede em Dores de Campos, Minas Gerais, e mais 9 unidades espalhadas pelo interior mineiro: Capitão Enéas; Piedade do Rio Grande; Cruzília; São Vicente de Minas; Minduri; Madre de Deus de Minas; Prados, Oliveira e Dores de Campos.

A missão Marluvas é produzir e comercializar calçados contribuindo com a segurança, saúde, conforto, lazer e produtividade de nossos clientes, respeitando o meio ambiente e colaborando com o crescimento da nossa comunidade. A visão é ser referência em sustentabilidade de negócios no segmento de calçados profissionais e buscar inovar em outros segmentos de calçados.


Como a marca conseguiu construir e manter todos esses compromissos por tanto tempo você vai descobrir nas linhas a seguir.

Conheça a história da Marluvas completa 48 anos

A trajetória da marca tem início no ano de 1972 quando, aos 16 anos, Antônio Marcelo Arruda resolve abrir sua própria fábrica de luvas. O nome da marca surge a partir da junção das iniciais do fundador e o principal artigo produzido na época: Mar (de Marcelo) e Luvas. Em 1976 Antônio Marcelo Arruda, atento às demandas do mercado, resolveu iniciar a produção de calçados de proteção e, a fim de oferecer produtos com o máximo de qualidade possível, descontinuou a produção de luvas.

As coisas deram certo e em 1982 a Marluvas, sempre pioneira, fabricou seu primeiro modelo de calçado com solado de PVC. Certamente uma evolução tecnológica para a época. Em 1989 a grande sede em Dores de Campos começou a ser construída e no ano de 1994 ocorreu a instalação do primeiro laboratório técnico Marluvas. Como resultado o laboratório elevou a garantia de toda a matéria prima utilizada na confecção dos calçados.

Em 1997 a marca deu mais um grande passo implementando o sistema de bidensidade que passou a garantir calçados mais leves e resistentes. Em 1998 a sede de Dores de Campos foi inaugurada e junto com ela a Marluvas lançou sua Central de Atendimento ao Cliente. Lançamento esse que serviu para aprimorar o relacionamento com o público. Em 2000 a Marluvas conquistou seu primeiro certificado ISO 9001.

Certificado ISO 9001

Então, de Minas para o mundo: em 2004 a Marluvas iniciou a exportação dos calçados da marca. Em 2005 a marca externalizou sua preocupação com o meio ambiente por meio do lançamento do Projeto Educam. Portanto, o Educam tem como objetivo principal conscientizar alunos de escolas públicas e particulares, de Dores de Campos e Capitão Enéas, sobre a importância de ações de proteção ambiental.

Com o intuito de buscar despertar a consciência ambiental nos alunos, além de estimular a adoção de práticas que serão levadas para dentro de casa e poderão contribuir para a conservação dos biomas brasileiros, a Marluvas, realizou palestras, mostras e diversas outras iniciativas ligadas à responsabilidade socioambiental. É a partir de pequenos passos que construímos um futuro melhor.

Ainda assim, voltando à trajetória da empresa, e às tecnologias que ajudaram a firmar a marca como pioneira no mercado, podemos citar a implementação das biqueiras de composite nos calçados a partir do ano de 2007. Em 2011 a Marluvas começou sua expansão com a inauguração de uma nova sede na cidade de Capitão Enéas. Geração de emprego e mão de obra qualificada para o interior de Minas Gerais.

40 Anos de Caminhada

No ano de 2012 a Marluvas comemorou seus 40 anos de caminhada com o lançamento de uma linha utilizando a exclusiva tecnologia M Micro. Todavia a microfibra M Micro é um material resistente e de alta performance que substitui o couro. Em 2014 foi lançada a linha Premier em M Micro Suede, uma linha de calçados ocupacionais com design inovador e materiais de alta tecnologia. Assim em 2016 mais inovação e o lançamento da linha Premier Plus, linha de alta tecnologia, além dos calçados Flex Clean, em EVA, superleves e flexíveis.

No ano de 2019 a Marluvas, pioneira e líder no mercado de calçados ocupacionais, resolveu voltar às suas origens e entregar mais um produto de qualidade ao mercado. Estamos falando do retorno da fabricação de luvas de segurança.

Marluvas volta a fabricar luvas de proteção (Marluvas completa 48 anos)

A saber, as luvas de proteção Marluvas são produzidas em parceria com a empresa americana MCR Safety. A parceira Marluvas, MCR Safety, tem 46 anos de história, é referência no mercado mundial de equipamentos de proteção individual e há dez anos atua no mercado brasileiro. Primordialmente, o propósito da parceria, estudada e planejada durante meses por ambas as partes, é oferecer produtos de extrema qualidade ao mercado consumidor, além de consolidar e expandir de uma vez por todas a atuação da empresa americana no cenário brasileiro de EPI.

Completas em conforto e segurança as novas luvas de proteção Marluvas oferecem ao trabalhador o máximo de proteção contra cortes, variação de temperaturas e abrasão. Além disso, as luvas ainda proporcionam o máximo de aderência, sensibilidade tátil, destreza e alta resistência. Essas últimas características são de extrema importância uma vez que a sensibilidade tátil é fundamental para que o trabalhador tenha segurança ao manusear qualquer objeto e as mais diversas ferramentas de trabalho.


Padrão de qualidade Marluvas

Acima de tudo a Marluvas produz calçados e luvas que atendem normas nacionais e internacionais. Para manter a qualidade e a relação custo-benefício dos produtos, a empresa tem uma estrutura com softwares e equipamentos de última geração que agilizam o desenvolvimento e os processos de fabricação. De fato, todos os modelos são desenvolvidos a partir de pesquisas, buscando sempre alta performance, durabilidade e diferenciação no design para cada área de trabalho. São várias etapas envolvidas no processo.

Assim sendo, para o desenvolvimento dos produtos Marluvas são pesquisados materiais que atendam a especificações técnicas como utilização, espessura, resistência e aspecto visual, dentre outros. Os materiais são submetidos a ensaios laboratoriais e testes produtivos que avaliam em tempo real suas características. A equipe de desenvolvimento também oferece suporte técnico à área de produção e está presente em todas as etapas, a fim de garantir as especificações e o desempenho do produto com foco na eficiência e alta produtividade.

#Indicca – Geração de Conteúdo

#produtos Marluvas #calçados de seguraça #luvas de proteção

EPI de qualidade garante segurança, saúde e conforto para o trabalhador

EPI de qualidade garante segurança, saúde e conforto para o trabalhador

Decerto não temos dúvidas do tamanho da importância do EPI de qualidade para a saúde, segurança e o conforto de todos os trabalhadores. Pensando nisso a Marluvas desenvolve calçados e luvas voltados para os mais diferentes tipos de atividade e utiliza tecnologias de ponta na confecção de cada um dos seus equipamentos. Além de muita tecnologia, a Marluvas conta com uma equipe bem treinada no que faz e uma estrutura capaz de garantir o melhor ambiente de produção possível.

Afinal, Não por acaso a marca é referência no que faz. Para atender ao alto padrão de qualidade exigido pelo mercado, a Marluvas mantém um laboratório completo, com sistemas de avaliação para ensaios físico-mecânicos e equipamentos de análise de substâncias restritivas. Tanto os calçados e as luvas quanto seus componentes são testados. Visto que avaliamos o desempenho, a qualidade, a resistência, o impacto, a abrasão, entre outras características dos nossos produtos.

Nossa equipe de profissionais é formada por técnicos treinados em laboratórios e credenciados ao Ministério do Trabalho. Sem dúvida essa característica garante a qualidade de cada um dos relatórios emitidos em nossas produções. Esses relatórios, juntamente com outros  documentos, são utilizados como referência para certificações nacionais e internacionais.

Como funciona o controle de qualidade do EPI Marluvas?

A saber, para atender aos padrões de qualidade nacionais e internacionais a Marluvas possui uma estrutura sofisticada, com softwares e equipamentos de última geração, capaz de otimizar todo o processo de desenvolvimento e fabricação dos seus calçados e luvas EPI’s. A tecnologia é aliada na hora de oferecer ao consumidor final produtos com máxima qualidade e preço acessível.

Inegavelmente todos os modelos de EPI produzidos em nossas fábricas são desenvolvidos a partir de pesquisas que buscam a entrega de produtos com alta performance, durabilidade e diferenciação no design para cada área de trabalho. A cada desenvolvimento são pesquisados novos materiais que atendam às especificações técnicas de utilização, espessura, resistência, aspecto visual, dentre outros.

EPI de qualidade

Posteriormente os materiais são submetidos a ensaios laboratoriais e testes produtivos que avaliam, em tempo real, cada uma de suas características. A equipe de pesquisa e desenvolvimento também oferece suporte técnico à área de produção, e  realizam o acompanhamento de cada uma das etapas, aperfeiçoando os métodos produtivos com foco na eficiência e alta produtividade, a fim de garantir as especificações e o desempenho de cada produto.

Além de todos esses cuidados a Marluvas implantou um Sistema de Gestão da Qualidade baseado na NBR ISO 9002/1994, com elaboração e documentação de procedimentos, em conformidade com os requisitos exigidos pela norma. Dessa forma, desde 2000, a empresa é certificada pela DNV – Det Norske Veritas Certificadora Ltda.

Padrão de Qualidade EPI Marluvas

Todos os equipamentos são controlados e inspecionados em todas as áreas da empresa. Nossa preocupação é a mesma desde a escolha e tratamento da matéria-prima, até a finalização do produto e destinação à venda.

– Por este motivo prezamos pelo manuseio correto e cuidadoso dos materiais e equipamentos desde a chegada em nossas fábricas até saída, já como produto final.

O armazenamento de matéria-prima e todos os demais produtos é realizado de acordo com as condições e características de cada caso. Buscamos sempre a preservação da integridade total e das características dos materiais.

Os EPI’s finalizados são embalados em sacos plásticos ou em caixas individuais, dependendo do modelo. No entanto, em função de necessidades particulares, essa padronização pode mudar de acordo com solicitação do cliente na ocasião da compra do produto. Luva ou calçado.

São definidos métodos apropriados para preservação e segregação de materiais e produtos.

– Após a inspeção final, a garantia da qualidade do produto é assegurada por meio de procedimentos documentados até onde for de responsabilidade da Marluvas. Quando contratualmente especificado, essa proteção é estendida ao cliente

Conheça o passo a passo da produção de um calçado EPI Marluvas

  1. Em primeiro lugar, Matéria Prima: toda matéria-prima dos nossos EPI’s é rigorosamente selecionada e conferida. A Marluvas trabalha somente com materiais de primeira qualidade e que seguem pré-requisitos normativos.
  2. Logo após, Corte: gáspea, cano, taloneira, lingueta e colarinho. Essas são as partes que constituem o cabedal de um calçado EPI e são as primeiras a serem cortadas, juntamente com a palmilha e com os forros internos.
  3. Em terceiro lugar, Montagem: cada parte é trabalhada e costurada individualmente. O calçado recebe uma gravação feita a laser com o número do Certificado de Aprovação (CA), emitido pelo Ministério do Trabalho, e quando necessário, do certificado de entidades européias e americanas.
  4. Pesponto: o pesponto é a costura, aplicada após a preparação das peças. Ela deve ser feita com o máximo de atenção e cuidado, de forma a garantir o conforto e a segurança de quem vai utilizar os calçados, além da durabilidade destes.
  5. Além disso, Fase intermediária: nessa etapa são colocados os contrafortes, ilhoses, rebites e os moldes da curvatura dos pés. A palmilha de montagem também recebe a identificação da ficha de produção. Essa etapa permite o rastreamento do calçado.
Mais alguns passos da produção
  1. Montagem: aqui a palmilha é fixada ao cabedal por meio do sistema Strobe. A fôrma é colocada no cabedal e são inseridos os equipamentos de segurança como a biqueira e a palmilha de aço.
  2. Asperagem: depois de passar por todo o processo de montagem o EPI é asperado para receber a injeção de solado.
  3. Injeção do solado: depois de montados e asperados os cabedais são colocados nas injetoras e, por meio do processo de injeção direta, recebem o solado bidensidade de poliuretano.
  4. Acabamento: nessa etapa as fôrmas são retiradas, o couro recebe uma camada de graxa e é escovado a fim de se obter uma maior durabilidade. Em seguida o calçado EPI recebe a palmilha higiênica e finaliza-se a montagem com a identificação e a embalagem individual de cada um dos calçados.
  5. Certamente, Controle de Qualidade: antes de ser embalado coletivamente e distribuído o calçado passa por um rigoroso controle de qualidade. Essa etapa garante a entrega de um produto com máxima qualidade e segurança para o consumidor final.
  6. Por fim, Embalagem: depois de tudo pronto e devidamente revisado é hora da embalagem coletiva e distribuição. Daqui o produto segue para o seu destino final.

#Indicca – Geração de Conteúdo

#epi #equipamentos de segurança #produtos marluvas

Hospital recebe doação de dois mil pares de calçado EPI Marluvas

Hospital recebe doação de dois mil pares de calçado EPI Marluvas

Enquanto a crise do novo Covid-19 se espalha pelo território nacional e ganha força, médicos e enfermeiros de todo o Brasil denunciam a falta de equipamentos de proteção individual (EPI) e insumos básicos, como o álcool gel, para enfrentamento ao Coronavírus (Doação calçado EPI Marluvas). Até o final do mês de março a Associação Médica Brasileira e o Conselho Federal de Enfermagem receberam quase cinco mil denúncias de profissionais de todos os estados do país. São relatos sobre a falta de equipamentos, pedidos de orientação e fiscalização.

Afinal, os EPI’s são essenciais para o trabalho de quem está na linha de frente no tratamento de pacientes. Visando uma minimizar o impacto, e contribuir de alguma forma na luta contra o Coronavírus, a Marluvas realizou uma doação de dois mil pares de calçados para hospitais de cidades mineiras e para outros estados. Certamente os equipamentos são destinados a médicos, enfermeiros e técnicos.

A saber, em Minas Gerais já foram beneficiadas cerca de 20 instituições, entre elas Risoleta Neves (BH), Mario Penna (BH) e Hospitais Municipais de Contagem, São João Del Rei, Tiradentes, Barbacena, Dores de Campos, Prados, Capitão Enéas, Barroso, São Vicente de Minas, Oliveira, Madre de Deus de Minas, entre outras.

Calçado EPI Marluvas para a área da saúde (Doação calçado EPI Marluvas)

A Marluvas possui linhas desenvolvidas especialmente para proteção em ambientes como hospitais e outras áreas da saúde. São as linhas de calçados EPI Flex Clean e All Work. Os calçados da linha Flex Clean são ideais para este tipo de ambiente pois são totalmente fabricados em EVA. Decerto o Etileno Acetato de Vanila (EVA) é um tipo de plástico (polímero) emborrachado, flexível, com propriedades adesivas e componentes à prova d’água.

As principais características dos calçados Flex Clean são a leveza e a durabilidade. Apesar de não ter resistência mecânica de estiramento, o EPI produzido em EVA, tem resistência de pressão absorvendo choques. Característica perfeita para atividades que demandam muitas horas de pé e em movimento. Ao mesmo tempo, o EVA é um material atóxico, inodoro e de fácil higienização. Mais uma vantagem.

Por ser uma espécie de material emborrachado, o Etileno Acetato de Vinila é muito fácil de limpar. Às vezes apenas água e sabão são suficientes para retirar sujeiras e manchas. Quando isso não é o bastante, pode-se usar detergente, cloro ou água sanitária. Entretanto, é preciso tomar cuidado com temperaturas elevadas, que podem derreter o produto. O ideal é fazer a secagem com um pano ou à sombra.

Conheça os calçados EPI All Work

Além disso, outra linha de calçados EPI também recomendada para o ambiente hospitalar é a linha All Work. Essa linha possui calçados tipo bota com altura de cano de 25 ou 30cm, confeccionados em PVC. Com toda a certeza esse calçado EPI é perfeito para proteger os pés do contato com sangue, derivados de petróleo, óleos, produtos químicos, ácidos e solventes.

Produzidas em PVC (Policloreto de Polivinila), as botas All Work são completamente impermeáveis e de fácil higienização. Todas possuem solado full grip antiderrapante, opcional de biqueira de aço e forração interna. A bota All Work com fechamento em polaina é um diferencial da linha e a melhor opção para quem desempenha atividades em que existe o risco de derramar substâncias dentro do calçado. A polaina se ajusta à perna do trabalhador e impede a entrada de qualquer substância ou objeto.

Marluvas: EPI e causas sociais – Doação calçado EPI Marluvas

Com 48 anos de atuação, a Marluvas é líder no mercado de calçados de proteção EPI, tem dez unidades distribuídas em todo o estado de Minas Gerais e conta com mais de 3 mil colaboradores. A empresa mantém diversos programas sociais nas comunidades em que opera, a fim de contribuir com o desenvolvimento social, econômico e humano das mesmas. Não por acaso a missão da marca é “produzir e comercializar calçados contribuindo com a segurança, saúde, conforto, lazer e produtividade de nossos clientes, respeitando o meio ambiente e colaborando com o crescimento da nossa comunidade”.

Entre os projetos sociais e ambientais desenvolvidos pela Marluvas está o EDUCAM. Realizado nas escolas públicas e privadas de Dores de Campos e Capitão Enéas, duas cidades mineiras que possuem instalações Marluvas, o EDUCAM visa conscientizar os alunos sobre a importância das ações de preservação do meio ambiente. Dentre palestras, mostras e diversas outras iniciativas ligadas à responsabilidade socioambiental, a Marluvas busca incentivar a adoção de práticas, por parte dos alunos e das famílias, que possam contribuir para a conservação dos biomas brasileiros.

Parcerias – Marluvas

Outro projeto realizado pela Marluvas é a parceria com a Associação Amigos dos Animais de Dores de Campos (AMADC). A AMADC foi criada em 2013 com a finalidade de realizar a castração de cães de rua. A castração é um ato importante de amor aos animais e também uma questão de saúde pública, pois é a forma mais eficaz de diminuir a população de animais de rua. O grupo de amigos que fundou a AMADC entrou em contato com a Marluvas ao saber do histórico da empresa com projetos socioambientais e foram recebidos de braços abertos. A associação hoje é sediada em um espaço que foi viabilizado pela Marluvas.

A preocupação Marluvas com o meio ambiente não se resume aos projetos externos.A responsabilidade ambiental da empresa envolve também os processos de produção dos calçados e luvas EPI’s. Todos os resíduos gerados no dia a dia da são separados, reaproveitados e recebem a destinação correta. A reciclagem também é uma preocupação Marluvas. O trabalho é realizado em parceria com empresas licenciadas, a fim de garantir o máximo de padronização e eficiência. Antes de colocar em prática esse projeto ambiental, a Marluvas destinava todo seu resíduo a aterros industriais.

Hoje, este percentual caiu para 85% e os outros 15% são enviados para reciclagem. Os resíduos de PU (poliuretano) são reutilizados na confecção de calçados tradicionais e a espuma na confecção de pelúcias e almofadas. A Marluvas conta também com Estações de Tratamento de Esgoto – ETEs – em todas as unidades. Nessas estações são tratados os resíduos dos sanitários e lavatórios, com supervisão diária e análise físico-química de efetividade para assegurar o acompanhamento adequado.

Responsabilidade socioambiental refletida em EPI de qualidade

Tamanha preocupação com o meio externo reflete completamente a qualidade de produção dos calçados e luvas Marluvas. Além dos efetivos projetos de responsabilidade socioambiental a marca conta com uma rigorosa política de qualidade em sua linha de produção. Tudo isso para entregar ao cliente um produto final líder de mercado, com garantia de extremo conforto e segurança na realização de qualquer atividade.

Todos os EPI’s, luvas e calçados Marluvas, são desenvolvidos a partir de rigorosas pesquisas para abranger o máximo de áreas profissionais possíveis. Posteriormente, os produtos são testados em centros técnicos internos e que possuem a mais avançada tecnologia. O resultado? Entregamos ao mercado produtos com alta performance, durabilidade e design diferenciado. A Marluvas recebe as mais importantes aprovações e certificações nacionais e internacionais. No pré e pós-venda a Marluvas conta com um serviço de assistência técnica para orientar sobre escolha, uso correto e conservação do produto. É esta relação com o cliente que faz a Marluvas ser líder no mercado de calçados EPI profissionais.

#Indicca – Geração de Conteúdo

#epi #equipamento de proteção #produtos marluvas

Segurança e tecnologia: os melhores calçados de segurança do mercado

Segurança e tecnologia: os melhores calçados de segurança do mercado

Segurança e tecnologia (calçados de segurança) devem andar sempre lado a lado a fim de oferecer ao trabalhador os melhores equipamentos de proteção individual. Os equipamentos de proteção individual são acessórios indispensáveis para a segurança e a saúde do trabalhador. Esses equipamentos são capazes de amenizar a ocorrência de acidentes e o aparecimento de lesões relativas à realização de esforço repetitivo. Existem equipamentos destinados à proteção de todas as partes do corpo e adequados às individualidades das mais diversas atividades.

Calçados de Proteção – EPI

Os calçados de proteção são um equipamento de proteção individual utilizados em quase todas as atividades. Isso porque são muitos os trabalhos que demandam uma movimentação mais intensa, muitas vezes em terrenos irregulares ou em pisos escorregadios, sem falar das atividades que oferecem risco de esmagamento pela queda de objetos pesados. Nossos pés nos sustentam durante todo o dia e merecem todo cuidado e atenção. Pensando nisso aliamos segurança e tecnologia a fim de produzir os melhores calçados do mercado.

Os calçados de proteção, além de extremamente seguros, devem ser muito confortáveis e resistentes, afinal de contas o trabalhador vai utilizá-los durante horas e horas e em situações diversas. Cada atividade vai demandar um tipo de segurança e tecnologia diferentes. Por isso em nosso site você pode utilizar filtros na hora de procurar o modelo ideal para suas necessidades. Nossos calçados são separados por Risco/Proteção, Segmentos, Linhas e Tecnologias.

Unindo segurança e tecnologia e produzindo os melhores produtos

Muitas pessoas optam pela utilização de calçados de couro pensando na resistência e na durabilidade do material. O couro realmente tem seu valor, mas você já ouviu falar na Microfribra M Micro? Esse material é uma exclusividade Marluvas e podemos dizer com propriedade que sua resistência e durabilidade são superiores às do couro, além de ser um material com muitas outras vantagens. Quer ver só?

É importante saber que a tecnologia na produção da microfibra avançou muito ao longo dos anos. Por esse motivo o material se tornou o melhor substituto para o couro e, hoje em dia, é utilizado nos mais diversos produtos: acabamentos de aeronaves, materiais esportivos, móveis e também no seu calçado de segurança. As vantagens da microfibra são muitas: ela é resistente à água e a produtos químicos, transpirável e possui excelente poder de absorção e dessorção de suor.

O melhor de tudo é que a microfibra é um material muito mais leve e flexível que o couro, proporcionando muito mais conforto e bem-estar aos pés. Além disso, calçados produzidos em microfibra têm maior índice de durabilidade e melhor resistência mecânica. A estampa lisa facilita a limpeza e higienização, evitando o acúmulo de resíduos e a proliferação de bactérias. Já está interessado? Opte pela exclusiva M Micro Marluvas.

Segurança e tecnologia: vantagens da M Micro Marluvas

A microfibra M Micro possibilita uma alta transpiração, absorção e dessorção de suor através dos microporos contidos em sua superfície. O calçado produzido com a microfibra M Micro possui uma resistência mecânica muito maior que o couro. Além do mais, a microfibra é resistente a produtos químicos como: acetona; diclorometano; tolueno; dietilamina; tetrahidrofurano; etil acetato; n-heptano; solução de hidróxido sódico 30%; ácido acético (99±1%); solução de amoníaco (25±1%); peróxido de hidrogênio (30±1%) e isopropanol.

Dessa forma os calçados fabricados em microfibra podem ser utilizados nas mais diversas atividades já que reúne o que há de mais completo em segurança e tecnologia. Outra vantagem da M Micro é impermeabilidade. A microfibra recebe um tratamento que a torna hidrofugada, característica que inibe a penetração de umidade. Por ser mais leve, flexível e transpirável, a M Micro é muito mais confortável e oferecem muito mais comodidade aos pés. Tudo que um trabalhador precisa para desempenhar sua função com mais qualidade.

Desenvolvidos por meio de pesquisas tecnológicas realizadas no Brasil e na Europa, os calçados em M Micro são fabricados com solado PU Bidensidade e contam com sistema de absorção de impacto na entressola e na região do calcanhar. Segurança e estabilidade para evitar lesões causadas por esforço e instabilidade.

A união entre segurança e tecnologia vai além

O compromisso com a saúde ocupacional e a união entre segurança e tecnologia dentro das fábricas Marluvas vão muito além do desenvolvimento e utilização da microfibra M Micro. Por isso, trabalhamos com diversas tecnologias capazes de tornar nossos calçados de proteção produtos com máxima excelência dentro do mercado. Nosso intuito é oferecer ao trabalhador um equipamento seguro, confortável e moderno.

Em primeiro lugar, o TPU Plate é um exemplo de tecnologia que utilizamos visando sua segurança e seu conforto. Um inserto de TPU ANTI-TORSION é aplicado no enfranque do solado e oferece maior sustentação e estabilidade ao tornozelo, evitando acidentes em terrenos irregulares e ao subir escadas. A Composite TOE é uma biqueira de composite não metálica, leve e confortável, resistente ao impacto 200J e compressão 1500N, conforme norma NBR ISO 20345/2015.

A tecnologia Outlast Climatech consiste em um forro 3D com recobrimento em microcápsulas PCM Outlast. Um sistema inteligente de rápida dispersão de umidade e termorregulador de temperatura que se adapta ao nível de performance do usuário. Em ambientes quentes, ele absorve o calor dos pés, retardando o suor. Já em ambientes frios, ele mantém dentro do calçado por maior tempo o calor irradiado pela pele.

Palmilha PAP

A PAP é uma palmilha em fibras de aramida não metálica, resistente à perfuração, leve e flexível, que cobre 100% da planta do pé. Sua resistência oferece proteção a perfurações mínimas de 1100N conforme norma NBR ISO 20344/2015. Por ser não metálica pode ser utilizada em calçados eletricistas, assim como a biqueira Composite TOE. A SoftBedPU é uma palmilha em PU injetado que proporciona perfeita adequação aos pés e maior conforto, evitando a fadiga muscular. Sua superfície em microporos proporciona maior absorção e dessorção de suor.

São diversas as tecnologias Marluvas capazes de oferecer muito mais segurança, conforto e qualidade em termos de durabilidade e resistência dos calçados. Consulte nosso site e consulte todos os modelos disponíveis. Conheça também nosso Programa Comprove, um programa desenvolvido especialmente para quem deseja conhecer e testar os nosso produtos. A Marluvas analisa seu negócio e indica o calçado ideal de acordo com as necessidades percebidas. Depois disso o calçado mais adequado é enviado para que você realize o teste e sinta na prática como nossas tecnologias melhoram o desempenho e a durabilidade dos calçados.

#Indicca – Gestão de conteúdo

#botas de segurança #calçados de proteção #produtos marluvas # epi

Equipamentos de proteção individual: saúde e segurança no trabalho

Equipamentos de proteção individual: saúde e segurança no trabalho

Ultimamente temos falado bastante sobre a saúde e segurança no trabalho e certamente a importância dos calçados enquanto equipamentos de proteção individual. Isso porque o calçado é um EPI que abrange uma grande diversidade de atividades. Os pés sustentam os trabalhadores durante longas jornadas de trabalho e, além de muito conforto, determinadas situações demandam um nível elevado de proteção.

Trabalhadores de setores alimentícios e da área da saúde, por exemplo, têm a necessidade de utilizar calçados confortáveis, impermeáveis, antiderrapantes e que não se danifiquem em contato com produtos químicos. Esses profissionais geralmente passam o dia se movimentando sob pisos molhados e escorregadios, além de lidar com produtos de limpeza e outras substâncias capazes de danificar alguns materiais.

Saúde e segurança no trabalho

Enquanto isso os colaboradores da construção civil e os garis possuem outro tipo de necessidade. A proteção em atividades como essas deve vir em forma de reforço específico. Uma maior sustentação para o calcanhar/tornozelo são indispensáveis nesses casos, já que o deslocamento será feito em terrenos irregulares e com uma movimentação mais brusca. É essencial também que o solado do EPI seja antiperfurante e que a biqueira tenha resistência contra a queda de objetos pesados.

Os calçados enquanto equipamentos de proteção individual também abrangem atividades eletricistas, em temperaturas extremas, no campo, em escritórios, para quem lida com limpeza e uma série de outras especificidades.

EPI – Equipamentos de proteção individual são de uso obrigatório

Os equipamentos de proteção individual devem ser fornecidos, pelo empregador, em perfeito estado de conservação e de forma absolutamente gratuita. Esses equipamentos são de uso obrigatório em atividades onde as medidas coletivas de prevenção, sozinhas, não são suficientes para garantir a saúde e a segurança do trabalhador. Quando não impossibilitam a ocorrência de acidentes, os EPI’s contribuem para que as consequências tenham menor gravidade.

Além dos acidentes os equipamentos de proteção individual contribuem também para a diminuição da ocorrência de doenças ocupacionais. A escolha do EPI deve ser feita com base em um estudo dos riscos e das demandas da profissão exercida. Posteriormente deve-se observar as características do calçado a fim de descobrir qual se enquadra melhor nas necessidades do trabalhador. Cabe ao trabalhador utilizar o EPI de forma correta e conservá-lo de acordo com as orientações passadas. Isso garantirá sua segurança e a durabilidade do equipamento.

Equipamentos de Proteção Individual Marluvas – Importância da Saúde e Segurança no trabalho

Além de trabalhar com as melhores tecnologias do mercado a Marluvas possui parcerias estratégicas com outras marcas a fim de levar o melhor EPI até você. As marcas parceiras Marluvas são: Work Line, Safety Flex e Vulcaflex.

● Work Line
Os calçados Work Line + Marluvas são a melhor relação custo-benefício do mercado. Fabricados em couro e solado em PU Bidensidade, com opcionais em palmilha e biqueira de aço, são excelentes para utilização na indústria, serviços gerais ou na construção civil. Work Line e Marluvas é segurança ao alcance de todos.

O modelo 11WLT48 é um tênis ocupacional fabricado em couro com opção de biqueira de polipropileno ou aço. O colarinho é acolchoado soft e as laterais possuem fechamento em elástico. A palmilha de montagem é confeccionada em EVA e o solado em PU bidensidade com sistema de absorção de impacto, injetado diretamente no cabedal.

● Safety Flex e VulcaFlex
A Safety Flex, assim como a Vulcaflex, possui uma linha de calçados específica e especialmente direcionada aos trabalhadores da construção civil e serviços gerais. Os calçados são confeccionados em couro e contam com opcional de palmilha e biqueira confeccionadas em aço. Além de mais resistentes, essas características fazem com que a durabilidade dos calçados seja muito maior que de outros tipos. Proteção aliada a inovação.

A bota de segurança modelo 11SFB48 é confeccionada em couro com biqueira de polipropileno ou aço, fechamento em elástico nas laterais e opcional de palmilha de aço. O solado em PU bidensidade com sistema de absorção de impacto, injetado diretamente no cabedal.

Equipamentos de proteção individual além dos calçados – Saúde e segurança no trabalho

Sabemos que existem equipamentos de proteção individual destinados à proteção de todo o corpo. A NR6 os separa em nove categorias:

  1. EPI para a proteção da cabeça
  2. EPI para a proteção dos olhos e face
  3. Para a proteção auditiva
  4. Para a proteção respiratória
  5. EPI para a proteção do tronco
  6. Para a proteção dos membros superiores
  7. EPI para a proteção dos membros inferiores
  8. Para a proteção do corpo inteiro
  9. Para a proteção contra quedas em diferença de nível
    As mãos fazem parte do grupo “membros superiores” e para sua proteção temos as luvas. A Marluvas, em parceria com a empresa americana MCR Safety, oferece as melhores luvas de proteção individual. As luvas Marluvas + MCR enquanto equipamentos de proteção individual são completas em conforto e segurança e oferecem ao trabalhador o máximo de proteção contra cortes, variação de temperaturas e abrasão.

Além disso, as luvas proporcionam o máximo de aderência, sensibilidade tátil, destreza e alta resistência. Essas características são de extrema importância uma vez que o trabalhador, que realiza atividades com as mãos, precisa ter o máximo de sensibilidade e precisão para que sua função seja realizada de forma segura. Manusear ferramentas e máquinas sem precisão e sem segurança pode causar acidentes fatais.

Verifique a validade dos seus EPI’s

Observar a validade dos equipamentos de proteção individual é um ponto tão importante quanto escolher corretamente e optar pelas melhores marcas do mercado. Um EPI fora da validade pode não cumprir corretamente seu papel e colocando em risco a saúde e a segurança do trabalhador. Aliás existem duas datas de validade que devem ser observadas: a validade do Certificado de Aprovação (CA) e a validade do produto em si.

O CA é regulamentado pela Norma Regulamentadora 6 que prevê que todo tipo de EPI (nacional ou importado) só pode ser comercializado e utilizado se houver um Certificado de Aprovação válido. O CA é responsável por garantir que o equipamento de proteção individual está em conformidade com as normas de segurança. O Certificado de Aprovação é emitido pelo Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE) e tem validade máxima de 5 anos. Para obter um CA o equipamento é submetido a testes rigorosos de qualidade.

Saúde e segurança no trabalho

Por fim, é importante lembrar que a validade do Certificado de Aprovação não tem relação com a validade do calçado de segurança. São duas coisas diferentes! Visto que a validade do CA determina por quanto tempo o produto fabricado pode ser comercializado. Enquanto a validade do EPI determina por quanto tempo ele pode ser utilizado sem perder as garantias dos testes de qualidade e sem oferecer risco à saúde e à segurança do trabalhador.

O EPI somente pode ser vendido se o CA estiver válido, mas após a compra deve-se estar atento à validade do produto em si.

#Indicca – Geração de Conteúdo

#epi #botas de segurança #luvas de proteção