Primeiramente, para atender ao alto padrão de qualidade exigido pelo mercado, os calçados Marluvas passam pelos mais rigorosos testes de resistência e conforto (Certificações e Tecnologias). Assim, a empresa mantém um laboratório completo com sistema de avaliação para ensaios físico-mecânicos e equipamentos de análise de substâncias restritivas. Além de outros testes aplicados por instituições de alto padrão no mercado brasileiro, como o IBTeC  (Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos) e IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), onde são realizados ensaios voltados à melhoria dos calçados e componentes que agreguem atributos de conforto, performance/desempenho, saúde e segurança para os usuários.

Certificações e Tecnologias nos Calçados Marluvas

Marluvas Lider no segmento de EPI - Calçados de Segurança

Todavia, tanto os calçados finalizados quanto os componentes, como biqueiras, couro, palmilhas, forrações, são testados nos laboratórios da empresa. A saber, são avaliados o desempenho do produto quanto à qualidade, resistência, impacto, abrasão, durabilidade, entre outros. Antes de mais nada, a equipe de profissionais é formada por técnicos treinados em laboratórios credenciados ao Ministério do Trabalho, garantindo a confiança dos relatórios emitidos. Assim sendo, estes documentos são utilizados como referência para certificações nacionais e internacionais.

Além disso, os demais testes de desempenho biomecânico e conforto são realizados por instituições, como IPT, que a mais de 120 anos é referência nacional na área metrológica, com diversos laboratórios acreditados pelo Cgcre/Inmetro. Bem como o IBTeC, empresa que há 45 anos atua ofertando soluções através do mais amplo portfólio de serviços técnico-científicos para a indústria coureiro-calçadista, de componentes, EPIs e têxtil.

Com toda a certeza, estes laboratórios atendem aos quesitos de normas técnicas, de qualidade e performance em produtos e materiais, por meio dos serviços de avaliação com ensaios na área de biomecânica, físico-mecânicos, de microbiologia e análise de substâncias restritivas.

Selo Conforto

Em virtude de buscar por qualificar os produtos, a Marluvas realiza testes para garantir o desempenho e funcionalidade dos calçados, como a certificação “Selo Conforto”, emitida pelo IBTeC, onde são avaliadas todas as características abaixo:

  • Massa: Leveza do calçado;
  • Distribuição de Pressão Plantar: Materiais que contribuem para o equilíbrio das pressões nos pés;
  • Temperatura interna: Aquecimento do calçado;
  • Índice de amortecimento: Absorção dos impactos durante os movimentos;
  • Índice de Pronação: Estabilidade do calçado;
  • Percepção do Calce: Percepção do usuário;
  • Avaliação de marcas e lesões: Machucados ou ferimentos nos pés.

No Laboratório de substâncias restritivas são testados calçados para proteção contra impactos de quedas de objetos sobre os artelhos, calçados para proteção dos pés contra agentes provenientes de energia elétrica, proteção dos pés contra agentes abrasivos e escoriantes e também proteção dos pés contra agentes perfurantes.

São inúmeros ensaios que aprovam os calçados dentro das mais diversas Normas brasileiras e internacionais, onde são conferidos marcação do nome do fabricante, CA e lote, altura do cabedal, verificação da palmilha de montagem quanto ao uso e construção do calçado, determinação da resistência da união entre cabedal e solado e entre camadas da sola. Tudo isso para garantir o melhor produto ao consumidor.

Tecnologias especiais que garantem a saúde e segurança no trabalho (Certificações e Tecnologias)

Além de inúmeros testes para garantir o melhor calçado, a Marluvas investe em tecnologias sempre visando o bem-estar, saúde e segurança do trabalhador, como a incrível membrana Outlast Climatech, tecnologia originalmente desenvolvida para a NASA, para proteger astronautas das variações de temperatura no espaço. O calçado fabricado a partir dessa tecnologia possui um forro 3D com recobrimento em microcápsulas PCM Outlast. Sistema inteligente de rápida dispersão de umidade e termorregulador de temperatura que se adapta ao nível de performance do usuário. Em ambientes quentes, ele absorve o calor dos pés, retardando o suor.

Já em ambientes frios, ele mantém dentro do calçado por maior tempo o calor irradiado pela pele. É comparável ao gelo em uma bebida; à medida que ele muda do estado sólido para o líquido, ele absorve o calor e resfria a bebida, mantendo-a na temperatura desejada por mais tempo. À medida que a pele se aquece, o calor é absorvido, e à medida que ela se esfria, o calor é liberado. Essas microcápsulas estão permanentemente envoltas e protegidas em um invólucro de polímero. Esse processo de encapsulação torna as Thermocules™ excepcionalmente duráveis para várias aplicações, e com capacidade de absorver, armazenar e liberar o calor excessivo,  regulando continuamente o microclima da pele.

Tecnologia

A saber, a tecnologia do Couro FR, também presente em calçados Marluvas, é mais uma aliada da saúde e segurança no trabalho. Especialmente para os colaboradores que lidam com a exposição a altas temperaturas. Este couro recebe um tratamento ignífugo que impede a propagação de chamas e diminui a irradiação de calor interno. Além de tudo os calçados com essa tecnologia atendem às normas de combate a incêndio: EN ISO 15090:2012.

Tecnologia NanoTech

Decerto, outra incrível tecnologia aplicada aos calçados Marluvas é a NanoTech, tecnologia que adiciona aos calçados um CHIP de RÁDIO FREQUÊNCIA. Pois as aplicações são de pró atividade para a prevenção de acidentes. Assim também como a gestão de acesso através de ativos automáticos influenciados pela identidade do CHIP nos sensores de controle. Por exemplo, a gestão de acesso passa a ser IDENTIFICADA e assim AUDITADA para liberar ou não o acesso de um colaborador de acordo com o EPI que está utilizando. Em resumo, a NanoTech é um EPI que contém um sensor dentro dele. Em síntese, ao passar por um local que contenha um leitor (seja uma porta, portal, cancela, catraca, etc.), esse leitor irá identificar o calçado que está passando no momento. Isto é, caso esse calçado tenha a permissão de entrada no local, ele irá autorizar o acesso liberando a catraca, por exemplo. Logo que a pessoa que está usando o calçado não tenha acesso, o leitor não irá autorizar a entrada da pessoa na área, travando ou fechando a porta/catraca.

Novas Tecnologias

Posto que, microfibra de alta performance que proporciona, por meio de microporos, a transpiração, absorção e dessorção do suor. Sem dúvida, estamos falando da M Micro, outra tecnologia desenvolvida especialmente para os calçados Marluvas. Afinal, uma fibra com textura muito parecida com o couro, porém lavável, mais leve e resistente a produtos químicos. Uma tecnologia que atende às normas NBR ISO 20344, NBR ISO 20345 e NBR ISO 20347 e à norma de conforto NBR 14834/2015. Inegavelmente, o material é o melhor substituto para o couro, sendo usado nos mais diversos produtos, como acabamentos de aeronaves, materiais esportivos, móveis, e agora, no seu calçado de segurança. Certamente as vantagens da microfibra são muitas: resistente à água e a produtos químicos, transpirável e com excelente poder de absorção e dessorção de suor. É muito mais leve e flexível que o couro. Além disso, calçados produzidos em microfibra têm maior índice de durabilidade e melhor resistência mecânica. A estampa lisa facilita a limpeza e higienização, evitando o acúmulo de resíduos e a proliferação de bactérias.

Modelos

  • Transpirável: Através dos microporos em sua superfície, a M Micro possibilita transpiração, absorção e dessorção do suor.
  • Mais resistente: O calçado em M Micro possui maior resistência mecânica que o couro. Além disso, a microfibra é um material resistente a produtos químicos.
  • Mais confortável: Os modelos em M Micro são mais flexíveis, leves e transpiráveis. Ideais para a comodidade dos pés.
  • Fácil de limpar: A microfibra possui uma superfície mais lisa, que impede o acúmulo de resíduos e facilita sua limpeza.
  • Mais leve: Além da maior flexibilidade, um par de calçados de microfibra é mais leve que um de couro.
  • Resistente à água: A microfibra recebe um tratamento que a torna hidrofugada, inibindo a penetração de umidade.
  • Alta performance: Desenvolvidos por meio de pesquisas tecnológicas realizadas no Brasil e na Europa, os calçados em M Micro são fabricados em solado PU Bidensidade e contam com sistema de absorção de impacto na entressola e na região do calcanhar.
  • Resistência a produtos químicos

TABELA

Seja como for, os calçados Marluvas contam com as mais diversas tecnologias para atender às mais variadas necessidades do mercado de trabalho:

TPU Plate Calçados de Segurança Marluvas

TPU Plate

Em primeiro lugar, Inserto de TPU ANTI-TORSION aplicado no enfranque do solado, que oferece maior sustentação ao tornozelo, estabilidade em terrenos irregulares e ao subir escadas, evitando acidentes.

Air Comfort

Em segundo lugar, Forração em tecido composto por fibras de poliéster que garantem maior suavidade, leveza e comodidade aos usuários.

Composite TOE Calçados de Segurança Marluvas

Composite TOE

Em terceiro lugar, Biqueira de Composite não metálica, leve e confortável, resistente ao impacto 200J e compressão 1500N, conforme norma NBR ISO 20345/2015.

Couro WR

Logo depois, Couro com tratamento especial que torna o calçado resistente à penetração de água, conforme norma NBR ISO 20345/2015.

DryOut Calçados de Segurança Marluvas

DryOut (Certificações e Tecnologias)

Nesse meio tempo, Membrana de PU 100% impermeável e transpirável. Seus microporos possuem o tamanho ideal, por serem muito menores que gotas d’água, impedindo assim a penetração de umidade. E por serem muito maiores que o vapor d’água, permitem a dessorção do suor.

Nubuck Repel

Em seguida, Couro repelente à água. Seu tratamento especial impede a penetração imediata de água na superfície, quando em contato repentino.

PAP Calçados de Segurança Marluvas

PAP

Por outro lado, Palmilha em fibras de aramida não metálica resistente à perfuração, leve e flexível, que cobre 100% da planta do pé. Resistente à perfuração mínima de 1100N conforme norma NBR ISO 20344/2015. Rodock, couro com tratamento especial resistente à penetração de água, óleos e graxas conforme norma NBR ISO 20345/2015.

SoftBedPU (Certificações e Tecnologias)

Da mesma forma, Palmilha em PU injetado, proporciona perfeita adequação aos pés e maior conforto, evitando a fadiga muscular. Como resultado, sua superfície em microporos proporciona maior absorção e dessorção de suor.

Thermal Insole Calçados de Segurança Marluvas

Thermal Insole

Por fim, palmilha isolante revestida de alumínio e fibras térmicas entrelaçadas que protegem os pés do calor e do frio. Soft Comfort, palmilha higiênica com propriedades antibacterianas composta de EVA e micropontos que proporcionam absorção e dessorção do suor.

Além disso garantirem saúde e segurança do trabalhador, os calçados Marluvas possuem design moderno para um colaborador protegido e satisfeito. Tudo isso para garantir o melhor aos clientes.

Autora Priscila Freitas

#Indicca – Geração de Conteúdo

#botas de segurança #calçados certificados #segurança do trabalho #epi #luvas de proteção