Primeiramente, a proteção dos pés é um ponto crucial quando o assunto é a segurança no trabalho e o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs). Devido à importância, já foram, temas de diversas postagens aqui no blog Marluvas. Antes de falar mais sobre a segurança dos pés, vamos recapitular esses outros conceitos e explicar o porquê de serem essenciais para qualquer organização ou empresa.

Ademais, a segurança no trabalho se refere a todas as medidas necessárias para garantir a saúde física e mental de todos os funcionários. Seja ele uma empresa, um órgão público ou um estabelecimento de qualquer outro tipo. Nesse contexto, alguns serviços requerem a utilização de equipamentos de proteção individual, capazes de prevenir acidentes e evitar prejuízos à saúde do trabalhador.

Assim sendo, os EPIs obrigatórios são definidos por Normas Regulamentadoras (NRs) do Governo Federal. Essas NRs levam em consideração as particularidades de cada ambiente de trabalho e serviço. Quem atua na área da saúde, como médicos e enfermeiros, deve utilizar luvas e máscaras, de modo a evitar contaminações em determinados casos. Já aqueles que trabalham na construção civil precisam utilizar capacetes, botas e equipamentos contra quedas, por exemplo. Dentre os diversos EPIs, estão os calçados, que também têm uma função essencial na hora de proteger a saúde e garantir o bem-estar do trabalhador.

A proteção dos pés

Assim também, os calçados são considerados equipamentos de proteção individual e devem atender a todas as exigências de segurança que um EPI necessita. “Mas por que a proteção dos pés é tão importante?”, você pode estar se perguntando. Iremos explicar: assim como todo o corpo, os pés também estão sujeitos aos diferentes riscos que cada ambiente de trabalho oferece. Esses riscos dependem da situação e da profissão, mas nunca podem ser negligenciados. Vamos listar abaixo alguns deles.

Riscos elétricos

Todavia, o principal risco para quem trabalha com eletricidade são os choques elétricos. Existem diversas medidas de segurança que devem ser tomadas para evitar que tais choques aconteçam, mas deve-se estar preparado para eventuais acidentes. Por isso, é essencial que esses trabalhadores usem roupas e calçados isolantes. Dessa forma, é possível evitar choques quando se pisa em fios desencapados e eletrizados, por exemplo.

Riscos químicos (proteção individual)

A saber, diversas profissões envolvem o manuseio de produtos químicos, muitos dos quais corrosivos e inflamáveis. Sendo assim, o trabalhador deve tomar cuidados para se proteger em caso de incêndios ou derramamento de substâncias, por exemplo. Nessas situações, calçados resistentes ao calor e à corrosão são essenciais. Se não há a utilização dos calçados de segurança adequados, os pés estarão sujeitos a queimaduras e machucados, que podem ser graves.

Quedas

Da mesma forma, nos mais diversos estabelecimentos, como em restaurantes, supermercados e açougues, há o risco de quedas. Isso ocorre devido a pisos escorregadios e derramamento de líquidos. Essa situação pode levar a machucados, torsões, contusões, cortes e até a algum osso quebrado. Por isso, é importante utilizar, nesses casos, calçados antiderrapantes, capazes de prevenir esse tipo de acidente.

Temperatura

De fato, certos serviços são feitos em ambientes de temperaturas muito baixas ou muito elevadas. Quem trabalha em frigoríficos, por exemplo, está sujeito à ação do frio, enquanto aqueles que lidam com fundição de metais, ao calor. Para que o trabalhador não sofra com a temperatura e tenha o bem-estar e a segurança garantidos, é ideal que ele utilize calçados especiais, de acordo com as condições às quais está exposto.

Esmagamento (proteção individual)

Em conclusão, determinados ambientes, como na construção civil ou na área de transporte e logística, há riscos de quedas de objetos leves e pesados. Os pés são, normalmente, um dos pontos mais afetados por essas quedas. Há a possibilidade de fraturas, esmagamento, machucados e cortes. Sendo assim, é preciso que o trabalhador utilize calçados de segurança, resistentes ao impacto, o que pode prevenir tais tipos de lesão.

Riscos biológicos

Contudo, na área da saúde, os trabalhadores estão expostos a riscos relacionados a seringas, frascos e diversos outros recipientes que possam conter substâncias contaminadas. Caso haja a queda de um recipiente de vidro, ao pisar em um caco, o profissional pode perfurar o calçado e machucar os pés, estando susceptível à contaminação. Além disso, se o calçado não for impermeável, mesmo que não haja cortes ou rasgos, há a possibilidade de infiltração de fluidos e líquidos. Por isso, nesses casos, é essencial utilizar calçados resistentes à perfuração e à umidade.

Umidade

Bem como, quem trabalha na área da limpeza, está em constante contato com a água e produtos de higienização. Com calçados inadequados, os pés podem ficar úmidos ou mesmo totalmente molhados, o que pode levar a micoses. Nesses casos, para garantir o conforto e o bem-estar do profissional, são ideais calçados resistentes à umidade, capazes de manter os pés secos.

Picadas (proteção individual)

A saber, quem trabalha no campo, matas, bosques ou ambientes com muita vegetação, pode estar exposto a picadas de animais peçonhentos. Além de cortes e arranhões devido a galhos e espinhos. Nessas situações, os calçados ideais são aqueles resistentes à perfuração e à umidade. Além disso, canos altos são altamente recomendados, por também protegerem o tornozelo e parte da perna.

Em resumo, esses são apenas alguns dos riscos relativos à proteção dos pés que podem afetar a segurança, a saúde e o bem-estar dos profissionais. É possível perceber a importância da utilização de calçados de segurança. Além de todos os demais equipamentos de proteção individual estipulados pelas Normas Regulamentadoras.

A Marluvas possui várias linhas de calçados profissionais, desenvolvidos para fornecer o máximo de conforto e proteção. Confira nossos produtos e escolha o que melhor se adequa às suas necessidades.

Caso ainda não conheça a empresa, a Marluvas estará na ExpoProteção 2019, a 8ª Feira Internacional de Saúde e Segurança do Trabalho. O evento será sediado na cidade de São Paulo, no Pavilhão Branco do Expo Center Norte (Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme), entre os dias 7 e 9 de agosto. As feiras ocorrerão das 13 às 21 horas, e os eventos técnicos das 8h30 às 19 horas. Venha nos conhecer de perto, será um prazer recebê-lo!

#Indicca – Geração de Conteúdo

#luvas de epi #luvas de proteção #calçados de proteção #botas sete léguas #epi