notícias

Pratique trekking em Minas Gerais

Pratique trekking em Minas Gerais

Caminhe pelas muitas belezas de Minas Gerais, Pratique trekking em Minas Gerais. Você que está lendo este texto já é fera no trekking ou está começando a praticar agora? Não importa qual foi a sua resposta, este artigo tem dica pra todo mundo! Até porque o trekking é um esporte bastante democrático, como já falamos em outros artigos aqui no blog. Agora mais uma perguntinha: você mora em Minas Gerais?

 

Mais uma vez sua resposta não muda muita coisa. Se mora, sabe das belezas que o estado possui. Se não mora, certamente já ouviu falar das muitas belezas de Minas Gerais. Tá esperando o que pra vir conhecer de pertinho? Neste texto nós vamos dar dicas de lugares para se aventurar no trekking mineiro. Gostou da ideia? Só continuar lendo e se preparar pra desbravar esse estado charmoso e acolhedor.

 

Pratique trekking em Minas Gerais, Caminhe pelas muitas belezas de Minas Gerais.

 

Caminhe pelas muitas belezas de Minas Gerais,

 

Desbrave Minas Gerais

Como dissemos anteriormente, o trekking é democrático e aceita praticantes de todos os tipos. Não importa sua idade, seu preparo, sua experiência em esportes… O que realmente importa na prática do trekking é sua vontade de se exercitar e estar em contato com a natureza.

 

Vamos então ao que realmente importa neste artigo? Dicas de trilhas para praticar o trekking em Minas Gerais. Vamos dar dicas para todo mundo: dos praticantes que ainda nem fizeram sua primeira trilha, aos mais experientes e que já tiram de letra os obstáculos impostos pela natureza.

Vamos separar as trilhas por grau de dificuldade para você não se perder. Começaremos pelas trilhas mais leves, ideais para iniciantes, passaremos pelas de intensidade média, indicadas para quem tem mais intimidade com a prática, até finalmente chegar nas mais desafiadoras. Animados? Então vamos caminhar por Minas Gerais.

  • Caminhadas leves

 

  • Belo Horizonte a Piedade do Paraopeba

Com percurso total de aproximadamente 15 km, a caminhada da trilha começa às margens da BR 040, que corta todo o estado de Minas Gerais. A trilha começa bem aberta e vai afunilando à medida que avança. Uma das atrações é a Casa de Pedra, um forte de pedras construído por escravos. Depois da trilha a caminhada passa por uma estradinha de pedras também feita por escravos. Aproximadamente 1 km de caminhada nas pedras.

Ao longo do caminho a vegetação de cerrado vai dando espaço a uma vegetação remanescente de mata atlântica. Depois de cruzar um pequeno rio com águas cristalinas, inicia-se a trilha até o vilarejo de Piedade do Paraopeba.

 

 

 

 

  • Cachoeira Rabo de Cavalo

A Cachoeira Rabo de Cavalo é formada por dois cursos d’água, o que dá a ela o formato de um Y. Com 120 metros de altura divididos em 3 quedas d’água e um poço que lembra a Cachoeira de Tabuleiro. A caminhada toda tem um total de 12 km de trilha e atravessa 2 riachos.

 

 

Localizada na área de Proteção Ambiental Peixe Tolo, A Cachoeira Rabo de Cavalo tem um poço enorme, aproximadamente 1.750m². Sua profundidade ultrapassa os 6 metros. O percurso não apresenta grandes dificuldades e a paisagem vale a pena.

 

  • Raposos a Morro Vermelho

Este é o percurso mais curto até agora. Com aproximadamente 7 km de caminhada, o trekking é feito entre Raposos (um dos primeiros povoados de Minas Gerais), até o Morro Vermelho, distrito de Caeté. Com uma parte realizada em mata fechada, a trilha tem vista das Cidades de Sabará e Raposos, do alto da serra.

A caminhada passa ainda pela Cachoeira de Santo Antônio. Ótima pedida para se refrescar e contemplar as belezas de Minas Gerais.

 

  • Caminhadas com dificuldade moderada

 

  • Pico Belo Horizonte

Com 1.390 metros de altitude, o Pico Belo Horizonte é o ponto mais alto da capital de Minas Gerais. Localizado na Serra do Curral, o Pico tem vista panorâmica de BH, Nova Lima e Sabará. Com aproximadamente 10km de caminhada, a trilha tem percursos em mata fechada e campos de altitude com vegetação típica do cerrado.

  • Honório Bicalho a Rio Acima

Aproximadamente 10km de caminhada separam Honório Bicalho de Rio Acima. Duas cidades mineiras. O percurso feito por uma estrada de terra desativada tem 3km de subida e passa pela Cachoeira das Sete Voltas, onde você pode parar e se refrescar durante o trekking.

Pratique trekking em Minas Gerais - Use botas Marluvas e tenha a devida proteção para os seus pés!

  • Cânion das Bandeirinhas

O Cânion das Bandeirinhas é um trajeto com aproximadamente 20 km de caminhada somando ida e volta, e está localizado dentro do Parque Nacional da Serra do Cipó. Um famoso parque natural em Minas Gerais. As trilhas são demarcadas, sem grandes desníveis e a caminhada, em sua maioria, é feita em campo aberto.

O Parque funciona das 8h às 17h e a entrada é paga. Você pode fazer seu trekking da maneira tradicional, ou se preferir, pode alugar uma bicicleta ou um cavalo.

 

Pratique trekking em Minas Gerais - Use botas Marluvas e tenha a devida proteção para os seus pés!

DCIM104GOPRO

  • Caminhadas com maior grau de dificuldade

 

  • Capivari a Felício dos Santos

O trajeto feito ao longo de um braço da Serra do Espinhaço, totaliza 65 km de caminhada que são percorridos em 3 dias. Esteja preparado para acampar. Leve mudas de roupa e lanches leves. O trajeto passa pelos principais atrativos do Parque do Rio Preto: a Cachoeira do Crioulo e a Cachoeira da Sempre Viva. Você também poderá se banhar nas águas termais de Felício dos Santos.

 

  • Prados a Tiradentes

Passando pela Serra do Carteiro, entre Prados e Tiradentes, cidade histórica de Minas Gerais, o trajeto tem aproximadamente 16 km. A caminhada é recomendada para pessoas que tenham costume na prática do trekking. O caminho é em meio a pedras e a trilha não é bem definida. Mas como podemos imaginar, a belíssima paisagem mineira compensa qualquer dificuldade.

 

Pratique trekking em Minas Gerais

 

Essas são algumas das muitas opções de trilhas espalhadas por Minas Gerais. Pesquisando um pouco você encontra outras diversas opções para os mais variados níveis de prática. Não se esqueça do “kit sobrevivência” para que sua caminhada seja tranquila e sem imprevistos. Leve água, lanches leves, use protetor solar e vista roupas confortáveis.

 

Não esqueça de usar calçados especiais para a prática. Seu calçado deve te proteger e ser confortável ao mesmo tempo. Opte pelos impermeáveis, com controle interno de temperatura, absorção e dessorção de suor. Calcanhar reforçado e solado antiderrapante também farão toda diferença no seu trekking. Opte por um calçado Marluvas e boa caminhada!

#Indicca – Geração de Conteúdo