Você já ouviu falar na SIPAT? A Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho é um evento obrigatório para todas as Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (CIPA). Voltado para a prevenção dos acidentes de trabalho e para a promoção à saúde do trabalhador, a SIPAT deve ser realizada todos os anos como previsto na Portaria nº3.214, NR5, item 5.16.

SIPAT

Sendo assim, toda empresa que conta com uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Deve inserir em seu calendário anual uma Semana Interna de Prevenção de Acidentes. É importante que essa semana seja planejada com muito tato e visando todas as necessidades internas da empresa. A SIPAT deve ser um momento para realizar a detecção de pontos de melhorias no que diz respeito à saúde e segurança do trabalho dentro daquele ambiente.

A SIPAT além de ser um momento de união e confraternização entre todos os setores de uma empresa, deve ser usada principalmente em benefício da saúde e segurança do trabalho. É importante promover palestras, treinamentos, dinâmicas e outras atividades capazes de despertar o senso de segurança individual e coletiva em todos os trabalhadores. Afinal aproveite o momento para falar sobre a prevenção de acidentes de trabalho. É também o uso dos epi’s e tudo mais o que diz respeito à CIPA.

Semana CIPA

Como o próprio nome já diz, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho, deve ter duração de uma semana inteira. A empresa não precisa obrigatoriamente promover palestras e treinamentos em todos esses dias. Mas durante todos deve haver uma campanha de orientação e conscientização em andamento. Pois a NR 5, responsável por regulamentar a CIPA, não determina um número mínimo de funcionários que a empresa deve ter para realizar a SIPAT.

A obrigatoriedade de realização da Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho se dá no momento em que a empresa possui uma Comissão interna de Prevenção de Acidentes.

Como organizar uma Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho?

Se você é membro da CIPA na sua empresa, compete a você a importante missão de organizar a SIPAT. Assim comece observando o dia a dia de trabalho dos colaboradores ao seu redor. Pontue os principais riscos das atividades desenvolvidas, os epi’s utilizados, as necessidades individuais e coletivas no que diz respeito a segurança, além das ferramentas e máquinas utilizadas.

Atente-se também para as estatísticas: quais são os principais motivos de afastamento dos colaboradores? Quais os acidentes de trabalho mais comuns? Quais as principais queixas dos colaboradores no que diz respeito à rotina de trabalho? Então qual é o estado de conservação dos equipamentos e ferramentas?

Pois todos esses questionamentos vão nortear as ações que devem ser desenvolvidas no decorrer da Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho.

Sempre que possível, conte com o auxílio de profissionais externos ao dia a dia da empresa. Tente contratar especialistas acostumados a palestrar e promover dinâmicas relacionadas à prevenção dos acidentes de trabalho para um grande número de pessoas. O tato desses profissionais para chamar a atenção e disseminar informações importantes de forma didática, pode ser um ponto de sucesso durante a realização da SIPAT.

Psicólogos, educadores físicos, bombeiros civis, profissionais de segurança do trabalho e médicos de diferentes especialidades. Aliás procure também o auxílio de profissionais especialistas em epi’s. Os equipamentos de proteção individual são parte importantíssima da rotina de trabalho e atuam diretamente na promoção da saúde do colaborador e na prevenção dos acidentes de trabalho.

Organização

Organize sua semana separando dias para palestras e dinâmicas. E dias para campanhas educativas promovidas a partir da distribuição de folhetos e cartazes por toda a estrutura física da empresa. Então um exemplo de dinâmica rápida e que pode ser realizada minutos antes do início do expediente ou durante os intervalos são as atividades relacionadas à ergonomia. Para realizá-la, conte com o auxílio dos profissionais de educação física.

Promova um momento de relaxamento com a realização de alongamentos e orientações sobre a postura correta a ser adotada durante a realização dos trabalhos. Porque tanto as pessoas que trabalham em pé, quanto os colaboradores que passam horas sentados, devem se preocupar com a postura. Pensando em agradar os colaboradores e tornar a semana tão gratificante quanto útil. Pode ser uma boa ideia disponibilizar um cantinho de massagem a fim de promover um momento de relaxamento entre uma tarefa e outra.

Como nem só de relaxamento é feita a SIPAT

É importantíssimo tirar um dia ou dois para realizar ações mais enfáticas com relação à prevenção de acidentes de trabalho e aos procedimentos diários. Assim para este momento conte com os profissionais de segurança do trabalho, bombeiros civis e médicos. Dessa maneira coloque em pauta todos os pontos de risco detectados durante o planejamento das ações. Então chame a atenção do trabalhador para os pontos mais críticos e mostre a eles o quão caro pode custar um pequeno descuido.

Aproveite para enfatizar a importância da prevenção e do trabalho consciente. Pois as orientações quanto à correta utilização, tanto dos grandes maquinários quanto das pequenas ferramentas, são indispensáveis. Se necessário divida o público em palestras diferentes já que nem todos utilizam os mesmos equipamentos. Enfim aproveite ainda para dar ênfase a este ponto: somente profissionais devidamente treinados e autorizados podem realizar determinadas atividades.

O desvio de funções pode custar caro à empresa e ao funcionário. Assim destaque os acidentes de trabalho mais comuns e repasse todas as orientações de prevenção. Os profissionais responsáveis pelos treinamentos, palestras e dinâmicas devem induzir a participação dos funcionários a fim de que eles exponham suas dúvidas e queixas. É importante que eles participem ativamente do momento.

“Já que o foco da SIPAT é a saúde e segurança do próprio trabalhador.”

Nesse sentido alterne os dias de treinamentos e palestras com os dias de panfletagens e orientações mais “silenciosas”. Dessa forma aborde temas como tabagismo, sedentarismo, obesidade, câncer, transtornos psicológicos, AIDS e outros. Isto é aproveite para orientar e incentivar os funcionários a seguir uma rotina de vida mais leve e saudável. A partir da prática de atividades físicas, bons hábitos alimentares e realização de exames periódicos.

Os transtornos psicológicos também devem ser desmistificados. A fim de que todas as pessoas procurem apoio profissional sem medo e livre de qualquer tipo de preconceito. Mente e corpo devem estar em equilíbrio para garantir que todo trabalho saia conforme o planejado.

#Indicca – Geração de Conteúdo

#botas para trabalho #equipamento de proteção individual #botas de segurança #epi #proteção