Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao c.ontinuar navegando, você concorda com estas condições Para falar sobre LGPD: [email protected]

17 de Novembro 2021

Importância da proteção no campo

Entenda a importância de usar os equipamentos de proteção adequados no trabalho no campo.

     Durante o ano de 2020 o setor do agronegócio teve grande crescimento. De acordo com projeções do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP) e Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), estima-se que o agronegócio representará mais de 30% do PIB nacional em 2021. Assim como toda atividade laboral, o trabalho no campo também oferece riscos, e diante da extensão do setor, é essencial que sejam tomadas atitudes que evitem os acidentes de trabalho.                                         

  • OS RISCOS DO TRABALHO

     Os trabalhadores rurais estão expostos a diversos riscos, sendo cerca de sete vezes mais propensos a fatalidades do que os funcionários da construção civil. Os perigos presentes na função podem ser definidos como:

RISCOS FÍSICOS: esses riscos são caracterizados quando o trabalhador fica exposto a calor, ruído, pressão, radiação, entre outros fatores.

RISCOS QUÍMICOS: nesse caso, encontram-se as ameaças causadas por substâncias que possam contaminar o trabalhador, seja por via oral, respiratória ou absorvida pela pele.

RISCOS ERGONÔMICOS: são os fatores que podem afetar a saúde do trabalhador interferindo na sua saúde física e psicológica. Como por exemplo: o esforço excessivo para mover um peso, excesso de trabalho, postura inadequada para exercer a atividade, entre outros.

RISCOS BIOLÓGICOS: nesse caso, incluem o risco de o trabalhador ser infectado por bactérias, parasitas, vírus, entre outros agentes.

RISCOS DE ACIDENTES: representa qualquer fator que possa colocar em risco a integridade do trabalhador. Exemplo: utilização de máquinas e ferramentas sem equipamentos de proteção adequados, riscos de explosão, entre outros.

  • DEVERES LEGAIS DO EMPREGADOR

     As leis que regem o trabalho no campo estão presentes na Norma Regulamentadora 31, que estabelece diversas orientações. De acordo com a NR31, entre diversas diretrizes, o empregador tem o dever de oferecer os Equipamentos de Proteção Individual para seus colaboradores, de forma gratuita.

  • MEDIDAS PARA EVITAR ACIDENTES DE TRABALHO

    É importante ter o auxílio de Profissionais de Saúde e Segurança do Trabalho para a análise da propriedade e garantia do cumprimento de todas as normas de segurança. Esses profissionais darão orientações sobre os principais métodos de proteção do trabalhador e cumprimento das leis nacionais. Isso é importante, pois cada atividade exige um método e equipamentos de proteção específicos. Por exemplo, o trabalho em silos oferece muitos riscos, entre eles, soterramento e inalação de gases tóxicos. Dessa forma, algumas das orientações é que o trabalhador utilize cintos de proteção preso em um sistema de ancoragem, além disso, o ambiente deve ter um sistema de ventilação e detecção de gases tóxicos.

    A orientação de um profissional de segurança é essencial, pois cada tipo de equipamento de proteção possui diversas variações. O calçado, por exemplo, pode possuir biqueira de aço, polipropileno ou composite, palmilha resistente à perfuração, diversos tipos de cabedais, entre outros componentes. O mesmo ocorre para as luvas e demais equipamentos de proteção.

    Além do profissional contratado, a Marluvas, empresa de equipamentos de proteção e maior produtora de calçados profissionais da América Latina também se disponibiliza a sanar dúvidas a respeito de seus produtos. Entre em contato através do 0300 788 3323 ou através do e-mail [email protected].

    O cumprimento das leis, orientação de um profissional de SST e equipamentos de segurança de qualidade são os principais fundamentos para um agronegócio seguro e próspero.

0 Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

nossas redes sociais