A profissão de bombeiro civil é regulamentada pela Lei Federal nº 11.901/09 (sancionada em janeiro de 2009). Uma informação importante sobre a profissão é que a atuação dos bombeiros civis é diferente da dos bombeiros militares. (vamos falar sobre os riscos da profissão de bombeiro civil). Os primeiros atuam de forma particular, como empregados contratados por quaisquer tipo de empresas (públicas e privadas). Enquanto isso, os bombeiros militares prestam serviço público à sociedade.

Bombeiros militares estão associados às forças armadas e suas principais funções são o combate à incêndios, situações de pânico, busca e salvamento de pessoas e defesa civil. Bem como, o bombeiro civil atua principalmente na prevenção dos riscos de incêndio, entre outros, realizando a identificação dos mesmos e mapeando formas de evitá-los. Todavia quando ocorre algum tipo de fatalidade o bombeiro civil age de acordo com os protocolos previamente estabelecidos, a fim de minimizar os danos e buscando reverter a situação.

Protocolos

Dessa forma, dentro das ações do protocolo do profissional civil está o acionamento dos colegas militares na hora certa. Assim, algumas das atribuições do bombeiro civil: inspecionar periodicamente os equipamentos de combate a incêndio; inspecionar as rotas de fuga, incluindo a sua liberação e sinalização; promover e participar de exercícios simulados; registrar as irregularidades encontradas apresentando propostas e medidas corretivas.

O bombeiro civil passa por um processo de formação envolvendo treinamentos específicos. A duração das atividades é de mais ou menos um mês quando realizado de forma ininterrupta.

Por dentro da rotina do bombeiro civil

Além de agir de forma técnica, avaliando todos os pontos críticos, e orientando a fim de minimizar ou inibir os riscos relacionados à segurança contra incêndio, o bombeiro civil também realiza a gestão dos equipamentos de segurança contra incêndios. Portanto o profissional precisa ter um amplo conhecimento de gestão dos equipamentos e dos sistemas de combate a incêndios. Isso para que ele atue de forma correta e eficaz no momento da ocupação de qualquer edificação ou planta.

Ademais cabe ao bombeiro civil realizar a liberação do projeto de edificação antes da ocupação do mesmo. Essa atitude configura uma medida de proteção. Depois disso sua atuação será no cuidado da área ocupada. São diversos os equipamentos que compõem um sistema de segurança contra incêndios. O ideal é que o bombeiro civil aprofunde seus conhecimentos sobre esses equipamentos a fim de orientar o gerenciamento dos mesmos e manter todos eles funcionando de forma correta.

Equipamentos

A saber extintores de incêndio, hidrantes e mangotinhos, chuveiros automáticos (aqueles de teto), sinalização e iluminação especial, sistema de detecção e alarme e saídas de emergência (incluindo rotas de fuga). Enfim todos esses equipamentos fazem parte do sistema de segurança contra incêndios que deve ser administrado pelo bombeiro civil.

Certamente, empresas grandes, locais como shoppings, hospitais, igrejas, universidades e qualquer tipo de evento com grande movimentação de pessoas como casas de show e estádios de futebol, precisam da presença de um bombeiro civil. Mesmo nos eventos realizados em locais totalmente abertos é recomendada presença desse profissional. A quantidade de bombeiros que deve estar presente varia de acordo com cada caso.

Antes de tudo é preciso avaliar os riscos existentes e sua gravidade para determinar o tamanho da equipe. A norma regulamentadora – ABNT NBR 14608 orienta sobre como essa avaliação deve ser feita.

Quais atividades deverão ser executadas pelo bombeiro civil? ( Riscos da profissão de bombeiro civil)

a) atividades de inspeção de segurança;

b) primeiros socorros e/ou atendimentos pré-hospitalares de emergências médicas;

c) atendimentos de resgate técnico (altura, espaços confinados etc.);

d) atendimentos de prevenção e controle de incêndios;

e) atendimentos a emergências com produtos perigosos;

f) atividades para o abandono de áreas;

g) atividades de ensino de educação continuada para o público interno.

Análise Ambiente

Devem ser realizadas também uma série de análises sobre o ambiente de atuação

a) análise das situações que podem oferecer riscos para a vida da população da planta;

b) análise dos principais potenciais de danos ambientais por consequência de acidentes e/ou incêndios na planta;

c) análise dos principais potenciais de perdas de propriedades por consequência de acidentes e/ou incêndios na planta;

d) análise dos tipos de viaturas que podem ser empregados e a composição da tripulação de acordo com as ABNT NBR 14561 e ABNT NBR 14096;

e) procedimentos operacionais empregados como padrão para os atendimentos às emergências;

f) tipos de equipamentos e recursos materiais empregados nos atendimentos às emergências;

g) localizações e disposições das equipes e dos armários da brigada para garantir o tempo de resposta adequado conforme a sua área de abrangência na planta.

Saúde e segurança do profissional bombeiro civil (Riscos da profissão de bombeiro civil)

Apesar de realizar trabalhos mais técnicos, o bombeiro civil, precisa estar devidamente preparado e protegido para eventualidades. A ABNT NBR 14608 regulamenta também os equipamentos de proteção individual que devem ser utilizados por estes profissionais.

a) vestimenta completa com jaqueta e calça (específico para atividades bombeiros);

b) balaclava (específico para atividades bombeiros);

c) capacete com proteção para os olhos e/ou face (específico para atividades bombeiros);

d) luvas (específico para atividades bombeiros);

e) botas (específico para atividades bombeiros).

Sobretudo todos os equipamentos de proteção individual utilizados pelos bombeiros civis devem ser impermeáveis e também resistentes ao fogo. Por certo, quando dizemos “todos os equipamentos” estamos incluindo as luvas e os calçados. Os modelos ideais de calçados para contato com altas temperaturas devem ser confeccionados em couro com tratamento anti chamas.

Produtos Marluvas

Com toda a certeza é imprescindível ainda que os calçados sejam confortáveis, possuindo solado com absorção de impacto e palmilhas anatômicas. Além disso a forração interna tem que impermeável e permitir o controle de temperatura corporal por meio da transpiração. As luvas utilizadas em contato com o fogo também devem ser confeccionadas com tratamentos e tecnologias especiais a fim de proteger o profissional contra qualquer risco.

A luva Weld, da Marluvas, é confeccionada em couro com tratamento especial, costuras em aramida e forração térmica para extremo conforto. De fato o desgin cuidadosamente desenvolvido para o melhor desempenho em atividades que demandem proteção a chamas, calor por contato ou radiante, além de respingos de metal. Punho de segurança de saque rápido.

Por fim, o investimento em equipamentos de proteção com qualidade aumentam a segurança do trabalhador, seu conforto durante o período de uso e consequentemente os resultados do trabalho. Por exemplo, o bombeiro civil trabalha prestando serviços relacionados à segurança e integridade física da sociedade, portanto merece receber toda atenção e cuidado também com a sua saúde e conforto durante o exercício da sua função.

#Indicca – Geração de Conteúdo

#bota impermeável #luva impermeável #epi #produtos marluvas