É certo que qualquer tipo de atividade demanda alguns cuidados com a saúde e com a segurança do trabalho de quem realiza. Dessa forma podemos concluir que o trabalho realizado em açougues é uma dessas atividades. O açougueiro está exposto à riscos físicos, químicos, mecânicos e também biológicos. Por este motivo a segurança do trabalho deve ser muito bem trabalhada neste ambiente para que a saúde e a segurança do indivíduo sejam preservadas ao máximo.

O que é a segurança do trabalho? Para você a segurança do trabalho consiste em um conjunto de profissionais zelando pela saúde do trabalhador? Então você precisa saber que a segurança do trabalho não se trata apenas de um conjunto de profissões, mas sim de uma ciência. Aliás, essa ciência é dedicada ao estudo da ocorrência dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais.

Ademais, identificadas as causas desses acidentes e doenças são desenvolvidas formas de preveni-los por meio da aplicação de medidas corretivas e preventivas. Enfim, para desempenhar esse papel, em prol da saúde, segurança e bem estar do trabalhador, a segurança do trabalho engloba o conhecimento de diversas áreas profissionais: medicina, engenharia, enfermagem, estatística, educação e outras.

Importância da segurança do trabalho em qualquer ambiente

Inegavelmente, manter um ambiente de trabalho seguro é garantir que a equipe irá desempenhar seus papéis com mais confiança e bem estar. Quando o colaborador trabalha em um ambiente como o descrito ele produz mais e melhor. Primordialmente, a empresa que se preocupa com a segurança do trabalho, atuando de forma preventiva, consegue diminuir consideravelmente os gastos com o tratamento e afastamento de funcionários doentes ou acidentados.

Entretanto, independente do segmento e do porte do empreendimento acreditamos na importância da realização do investimento em segurança do trabalho. A empresa pode contar apenas com um profissional da área ou com uma equipe de segurança do trabalho multidisciplinar. Em alguns casos essa ação é obrigatória, prevista em lei. O tamanho da equipe vai depender do número de funcionários e do grau de risco que ao qual a atividade expõe o trabalhador.

Riscos Trabalhador

Uma empresa que apresenta riscos considerados de grau 2 e que tenham mais de 1000 funcionários, por exemplo, precisam de um médico e um engenheiro do trabalho em tempo parcial, além de um técnico de segurança do trabalho e um auxiliar de enfermagem em tempo integral.Saiba como descobrir o grau de risco da sua empresa. A saber, as atividades da segurança do trabalho são regidas pela portaria número 3.214 do Ministério do Trabalho.

A partir daí foram estabelecidas as Normas Regulamentadoras (NR) que são compostas por 36 normas, decretos e leis. São essas normas que determinam o desenvolvimento das medidas de segurança em cada tipo de empresa bem como as sanções e penalidades a serem aplicadas em caso de atividade desenvolvida em desacordo com as leis.

Açougue e segurança do trabalho

Um açougue é um ambiente que oferece diversos riscos ao trabalhador e por isso deve dar atenção às recomendações da segurança do trabalho. Não por acaso esse tipo de atividade tem uma Norma Regulamentadora específica: NR36 – Segurança e Saúde no Trabalho em Empresas de Abate e Processamento de Carnes e Derivados.

“O objetivo desta Norma é estabelecer os requisitos mínimos para a avaliação, controle e monitoramento dos riscos existentes nas atividades desenvolvidas na indústria de abate e processamento de carnes e derivados destinados ao consumo humano, de forma a garantir permanentemente a segurança, a saúde e a qualidade de vida no trabalho, sem prejuízo da observância do disposto nas demais Normas Regulamentadoras – NR do Ministério do Trabalho e Emprego”.

Dessa forma a segurança do trabalho, em conformidade com a NR36, além de zelar pela segurança e pelo bem estar do colaborador, zela também pela qualidade dos produtos manipulados dentro do ambiente. E quais são os riscos presentes dentro de um açougue? Os riscos mais comuns e campeões em acidentes são as máquinas de corte e as facas. Sabemos que todo açougueiro tem que lidar com diversos tipos de lâminas diariamente e todas elas sempre muito afiadas.

Riscos no trabalho

Mas é bom saber e estar atento aos riscos menos populares e que muitas vezes não recebem devida atenção. Exemplos desses riscos são as câmaras frias e a exposição a agentes biológicos e químicos. Por fim, falando sobre as lâminas sabemos que elas podem causar acidentes graves e que em certos casos afastam o trabalhador das suas atividades de maneira permanente. As máquinas são de variados modelos e finalidades. Existem as máquinas para cortar ossos, as mais potentes e perigosas.

Segurança do trabalho

Outro tipo de máquina são os picadores de carne  e as facas também apresentam um nível elevado de periculosidade já que estão sempre muito afiadas. Todas essas máquinas possuem dispositivos de segurança, como protetores de lâminas, que devem ser usados obrigatoriamente. Outra máquina que, apesar de não possuir lâmina, apresenta risco ao trabalhador é a máquina de embalagem a vácuo.

As máquinas de embalagem a vácuo, apesar de não possuírem lâminas, são capazes de atingir temperaturas muito altas quando estão em funcionamento. Se o colaborador não toma o devido cuidado durante o manuseio pode acabar tendo ferimentos graves. A NR36 também traz uma série de recomendações para o manuseio das máquinas. Utilizar luva é uma dessas recomendações.

Segurança do trabalho: calçados, luvas e vestimentas em açougue

Ainda assim, além das luvas a segurança do trabalho determina que os açougueiros utilizem alguns outros equipamentos de proteção individual como vestimentas e calçados específicos. Aventais feitos de material impermeável vão manter o açougueiro seco e suas roupas limpas por mais tempo. é importante que as roupas utilizadas sejam de cores claras. Para entrar nas câmaras frias são necessários casaco, luvas e calçados térmicos.

Mesmo aqueles que não estão em câmara fria, mas estão em ambiente de manuseio com baixa temperatura, devem usar vestimentas específicas para manutenção da temperatura corporal. O calçado deve ser impermeável e antiderrapante em todos os ambientes. Calçados fabricados em PVC são ideais: protegem do contato com carnes, óleos, produtos químicos levemente alcalinos e líquidos em geral, além de serem resistente ao escorregamento em pisos de cerâmica e aço, impermeáveis e extremamente confortáveis.

#Indicca – Geração de Conteúdo

#epi #equipamentos de proteção individual #botas de segurança #galocha